About Me


ROGUE ONE: UMA HISTÓRIA STAR WARS | Eu assisti!

Esqueça que o EP VII- O Despertar da Força foi praticamente uma cópia do EP IV - Uma Nova Esperança. ROGUE ONE: Uma História Star Wars está aí pra mostrar que ainda existem muitas histórias boas para serem contadas no Universo Star Wars!



Vamos começar. O filme tem uma proposta de "guerra nas estrelas" mesmo, do início ao fim! E sim, como vimos nos trailers o filme é sombrio e mostra mais o lado humano e sujo, daquela galáxia muito... muito distante.

Uma coisa interessante que notei logo são as várias conexões que são mostradas no filme que ao invés de criarem novas dúvidas e teorias, explicam muitas coisas. Não, não direi que coisas são essas.
A experiência de você assistir ao filme será única e cada pequeno detalhe fará a diferença.



E não importa se você já sabe que no fim os Rebeldes conseguem os planos da Estrela da Morte, nem que Darth Vader escapa - coisas que já vimos e revimos mais de trinta anos atrás - o que importa é que esse é um filme único com personagens bem definidos e muito bem interpretados.

Falando nisso, como vimos no trailer, Darth Vader está no filme de um jeito - eu garanto - que você nunca viu. Uma leitura inédita para o maior vilão do cinema. Não é qualquer aparição, toda vez que ele aparece em cena é A APARIÇÃO.

A trilha sonora de Rogue One: Uma História Star Wars dessa vez não tem a batuta do mestre dos mestres John Williams. O compositor ítalo-americano Michael Giacchino assume e arrasa! A trilha é muito bem marcada e composta seja no momento tenso, no momento tranquilo ou no momento de suspense!



Falando nos personagens: o time de atores é de primeira e representou!

Até Alan Tudyk, que interpretou o droide K-2SO através da captura de movimentos brilha diversas vezes! Esqueça C-3PO um pouco: K-2SO é o robô da vez!



Jyn Erso (Felicity Jones)não tem aquele momento "nessa cena ela mitou" mas na minha opinião, deu o seu recado na interpretação, eu gostei.


Forest Whitaker interpreta Saw Gerrera  e dispensa comentários no papel do rebelde considerado extremista até pelos outros Rebeldes.



Sem dar nenhum spoiler, Rogue One é um filme feito de fã para fã.

O diretor Gareth Edwards soube trabalhar muito bem o universo que tinha em mãos, fazendo essa galáxia antiga se tornar novidade mais uma vez.

É um filme para fãs e não fãs. 

Um exemplo? A cada "passo" do AT-ATs dá pra sentir um frio na espinha. 



Até as pessoas que nunca assistiram um filme da saga Star Wars podem assistir Rogue One pois irão se empolgar e vibrar em lutas, batalhas e cenas de tirar o fôlego.

PREPAREM-SE: O FINAL É SURPREENDENTEMENTE INCRÍVEL! 



Curiosidades:

- O figurinista David Crossman afirmou que alguns dos trajes originais utilizados em Guerra nas Estrelas (1977), O Império Contra-Ataca (1980) e O Retorno de Jedi (1983) foram utilizados no longa.

- Genevieve O'Reilly reprisou seu papel de Mon Mothma, de Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith (2005).

- Alan Tudyk, que interpreta o K-2SO, já assumiu o papel de um robô em Eu, Robô (2004).

- Jimmy Smits volta à franquia na pele de Bail Organa. Ele já pareceu anteriormente em Star Wars: Episódio II - Ataque dos Clones (2002) e Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith (2005).

- Saw Gerrera, interpretada por Forest Whitaker, é o primeiro personagem criado para a série de animação Star Wars Clone Wars (2008) que aparece em um live action.

- Houve rumores de que Hayden Christensen encarnaria novamente seu papel como Anakin Skywalker, como em Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith (2005), mas logo os rumores se revelaram falsos. Kathleen Kennedy anunciou, em 2016, que James Earl Jones faria a voz de Darth Vader.




Minha nota: 9,5/10
Gostei muito, assistirei de novo (assisti hoje 14/12 em sessão fechada como convidado).

Deixem abaixo seus comentários!
Que a Força esteja com você, sempre.
ROGUE ONE: UMA HISTÓRIA STAR WARS | Eu assisti! ROGUE ONE: UMA HISTÓRIA STAR WARS | Eu assisti! Reviewed by Tio Vader on 18:44 Rating: 5