Banner Topo


GATAS DAS HQs | Mary Jane Watson



Peter Parker, viveu um dos maiores triângulos amorosos das HQs, com duas belas mulheres disputando seu coração. Uma Gwen Stacy a linda loira que compartilhou uma atração mútua com Peter em nível intelectual, a outra Mary Jane uma ruiva que é puro fogo e trouxe paixão e entusiasmo na vida do cabeça de teia. Em certo momento Peter soube que haveria de escolher entre elas.


Infelizmente para Peter, a escolha não foi dele, as ações do Duende Verde culminaram na morte de Gwen. Peter eventualmente começou a namorar Mary Jane Watson, e os dois começaram um romance duradouro a 50 anos. Mary Jane é o verdadeiro amor da vida de Peter e os dois tem compartilhado inúmeras aventuras ao longo desses anos juntos.

Claramente Mary Jane Watson é um dos personagens mais importantes da historia do Spider-Man. Ela tem sido o amor de sua vida há mais tempo que a maioria de nós temos de vida. E agora ela volta as manchetes, vamos dar uma olhada em alguns fatos que marcaram a ruiva durante esse tempo.

Mary Jane se tornou tão popular que tomou o papel de Gwen Stacey.


Para um cara Nerd Peter até que tem um monte de mulherão disputando seu coração. Mas seu primeiro amor foi Gwen Stacey introduzida na HQ Amazing Spider-man #31, como colega de classe na universidade de Peter, ela foi criada pelo mestre Stan Lee e Steve Ditko e foi originalmente destinada a ser o interesse amoroso de Peter para o resto da série.
Mary Jane Watson, compartilhou os mesmo criadores com Gwen, com a adição de ter sido desenhada por John Romita. Enquanto Gwen era reservada e intelectual, Mary Jane era extrovertida e vivaz. Mary Jane foi considerada uma mulher moderna, e parecia excitante em comparação com Gwen. Os criadores ficaram chocados com o quanto Mary Jane impactavam no público e se pegaram escrevendo preferencialmente para ela. Gwen Stacy foi planejada para se casar com Peter Parker, mas o grande sucesso de Mary Jane fez seus criadores mudarem sua ideia e fazer da ruiva o amor da vida do cabeça de teia.

Ela foi inspirada em Ann-Margret


Não é incomum para escritores de quadrinhos basear seus personagens em pessoas da vida real. Estas inspirações podem ser desde pessoas comuns do convívio do artista, até celebridades. Um exemplo disso é a versão final de Nick Fury que foi baseado em Samuel L. Jackon, fato que o levou a interpretar o personagem da Marvel no cinema.

Mary Jane Watson, teve sua aparência baseada em uma celebridade da TV dos anos 1960 chamada Ann Margret. A atriz Sueca ficou conhecida por seus papeis em Bye Bye Bird, The Cincinnati Kid, e Tommy. Em seu auge Ann Magret foi considerada uma Sex Simbol internacional. Ela provavelmente não deveria ver como surpresa, a inspiração que levou John Romita a basear o amor da vida do Homem Aranha.

Tornou-se Red Sonja em várias ocasiões.


Red Sonja, foi criada pela Marvel Comics na década de 1970. Ela é uma cópia legalmente distinta de Red Sonya, um personagem criado por Robert E. Howard, que aparece no mundo de Conan o Bárbaro, uma das guerreiras mais fortes vivas, ela tem o poder da deus Scáthach a seu lado.

Em Marvel Team Up #73, o feiticeiro Kulan Gath reaparece em Nova York, e apenas Spider man poderia afastar sua ameaça. Mary Jane estava esperando em um museu quando a batalha aconteceu e ouviu uma das espadas em exposição chamar por ela, quando ela toca a espada ela se torna Red Sonja.

Este arco foi tão popular na época que em 2007 a Marvel trouxe o mesmo conceito em uma minissérie onde novamente Red Sonja, e Spider mMn mais uma vez lutam contra Kulan Gath.

Ela foi a estrela de sua própria série de Romance Comics.


A Marvel Criou uma marca que leva o nome de "Marvel Age" com quadrinhos claramente inspirados na estética japonesa. Um dos mais aclamados desses mangás Marvel é Spider-man Loves Mary Jane, uma série que foi destinada para adolescentes. Esse mangá é focado na historia de Mary Jane, que tem uma queda por Peter Parker e pelo Spider-man. A série trata com os problemas enfrentados pelas garotas do ensino médio.

O Casório.


Em 1987 ocorreu um dos maiores eventos da história da Série da Marvel, o cassamento de Peter Parker e Mary Jane Watson nas páginas de The Amazing Spider-Man Annual #21. Esta união manteve-se por 20 anos até 2007 quando em Spider-man: One More Day, o diretor chefe da Marvel Joe Quesada resolveu mudar a dinâmica do Spider nos quadrinhos, então de forma terrível Mephisto ofereceu-se para salvar a vida de Tia May em troca de Peter nunca ter sido casado. Sim isso é tão estúpido quanto parece e aconteceu.

Estátua Sexy de Mary Jane


Tanto Marvel quanto DC Comics, parecem incapazes de se livrar da ideia de que apenas homens consomem HQ. Enquanto em seus universo cinematográficos e animações elas tentam ser mais inclusivas, nas HQs ainda estão presas na mentalidade do "Clube do bolinha". É por essas razões que super heroinas e vilãs são excessivamente sexualizadas.
Adam Hughes é um famoso artista cómico, mais conhecido por seu trabalho sobre a Mulher Maravilha e Mulher-Gato. Certa vez ele desenhou Mary Jane lavando a roupa do Spider-Man enquanto se curvava de forma sexy. Uma empresa de Merchandising chamada Sideshow Collectibles produziu várias estatuetas de personagens da Marvel e eles usaram a imagem de Adam Hughes como inspiração.

Não muito tempo após o início da comercialização  começaram as reclamações com a Marvel, a Sideshow Collectibles e Adam Hughes, sobre como o projeto era sexista. As estátuas se esgotaram rapidamente mas criou muita controvérsia sobre como as mulheres eram retratadas nos universos cómicos.

Ela é atualmente assistente de Tony Stark.


Em 2015, a Marvel Comics decidiu fazer um reboot da empresa pela primeira vez. Esta decisão foi recebida de forma negativa por muitos fãs. A Mary Jane desse novo universo, tem sido de grande importância para a saga Homem de Ferro Invencível, ela é contratada como assistente pessoal de Tony Stark, após a boate que ela possuía ser destruída por um ataque de um supervilão. Esse desenvolvimento tem obviamente irritado Peter Parker, especialmente pela reputação de mulherengo que Tony Stark tem.
Desde que virou assistente do gênio, bilionário, playboy e filantropo, Mary Jane tem vestido o manto de Aranha de ferro e ajudado Spider-Man e Tony Stark nas batalhas contra vilões como o Regent.

Ela foi a Incrível Mulher aranha em um universo alternativo


Em 2001 a Marvel, lançou uma série com uma simples premissa: misturar X-men com a historia de Quantum Leap. Esta série foi chamada Exiles, e estrelou versões de personagens famosos em universos alternativos.

Os exilados foram uma equipe de super-heróis que tinha sido deslocados de tempo e se reuniram de universo em universo, corrigindo os problemas que poderiam ameaçar o multiverso.

Durante suas aventuras, os Exilados viajaram para um mundo que tinha sido quase totalmente invadido pela Falange. Neste mundo Mary Jane Watson tinha sido mordida pela aranha radioativa e ela se tornou a Incrível Mulher-Aranha.

Gostou do post? Deixe seu comentário dizendo se quer que continuemos trazendo curiosidades sobre as Gatas das HQs.
GATAS DAS HQs | Mary Jane Watson GATAS DAS HQs | Mary Jane Watson Reviewed by Akorell on 10:16 Rating: 5