Banner Topo


Hunter Moore: o cara mais ODIADO da Internet

Sabe o cara que não usa a Internet para produzir nada de bom? Só quer fomentar o caos? Tipo Coringa? Bom... esse cara é Hunter Moore. Se você ainda não conhece, leia a matéria e vai conhecê-lo e quase com certeza odiá-lo também.




Com uma mentalidade anormal e extremamente pervertida, Moore, 26 anos, não sente remorso. Ele nasceu para trollar as pessoas e dormir tranquilo depois de um dia cheio de drogas, pornografia e distribuição digital de ódio . O caso de Moore saiu na revista Rolling Stone.

Para quem não conhece, ele fundou o portal IsAnyoneUp.com, onde era possível causar o ódio e a discórdia entre ex-namorados e seus respectivos parentes e amigos. O site era praticamente um portal de vingança pornô, no qual namorados revoltados postavam fotos comprometedoras de suas ex. As fotos eram avaliadas por Moore, que verificava a idade das garotas e depois liberava o acesso às imagens online. Junto com elas, ele incluía o perfil completo da garota, só pelo prazer de aumentar ainda mais o caos na vida da 'pobrezinha', que em poucos dias estaria indexada no Google para todo mundo ver, inclusive sua família, amigos e amigos de trabalho.


Depois de estragar a vida de várias pessoas, inclusive famosas, a BBC resolveu rotular Moore como "o homem mais odiado da internet". De tão odiado, nem no Facebook Moore pode entrar. Foi banido permanentemente, e, na tentativa de usar a rede social com o perfil de seu gato de 27 Kg, foi banido pela segunda vez (Moore reagiu e postou uma foto do próprio pênis).

Daí em diante vieram as consequências: o PayPal o bloqueou, os Anonymous tentaram invadir seu site, as pessoas o agrediam fisicamente e o ameaçavam constantemente de morte. Moore ficou com medo de morrer e partiu para uma vida pacata no campo, com sua avó, isto é, escondeu-se.

Mas não acabou: depois que Moore apareceu no programa de Anderson Cooper, da CNN, para acareação por duas garotas cujos seios apareceram no IsAnyoneUp.com, uma galera extremamente estranha começou a persegui-lo, enviando conteúdo pesado para a equipe do site. Pesado = o que existe de mais sujo na internet, como fotos de pornografia infantil e animal. A história foi tomando proporções cada vez piores.Aí FBI entrou em sua casa, apresentando um mandado para busca de evidências de invasão. Mas, nada 'grave' aconteceu.

O que importa é que Moore ficou famoso por sua infâmia e pelo preço que paga por isso. Por seu comportamento, começou a ganhar uma legião de fãs estranhos, defensores da liberdade de expressão e com quase nada na cabeça.

No Twitter, a tietagem chegava a ser macabra: uma de suas fãs declarou, por um tuíte, que dormiria com ele mesmo se ele tivesse AIDS, só para dizer que pegou a doença de Moore. A vida de Moore rendeu todas as polêmicas que ele conseguiu, não pelo melhor caminho, obviamente, uma fama e tanto no mundo da internet.


Moore fechou  a empresa e vendeu o portal para o site antibullying Bullyville.com. Ele até tentou se reabilitar com a sociedade, ficando amigo dos oprimidos e tirando o corpo fora durante entrevistas, dizendo coisas como "não sei como você pode me acusar - foi você quem tirou a foto". 

E assim, o homem mais odiado da internet segue seu caminho... até a próxima polêmica.
Ou não, se o pegarem antes.

Hunter Moore: o cara mais ODIADO da Internet Hunter Moore: o cara mais ODIADO da Internet Reviewed by F3 on 11:06 Rating: 5