Banner Topo


Polícia Federal prende diretor do Google Brasil


A Polícia Federal prendeu hoje à tarde o diretor-geral do Google Brasil, Fábio José Silva Coelho. Por ordem da Justiça Eleitoral, após a empresa recusar-se a remover dois vídeos do YouTube, que acusam um candidato a prefeito em Campo Grande (MS) de cometer crimes.

Prova cabal de que a Justiça Brasileira age com velocidade de banda larga quando quer...

A polícia informou que o executivo assinará um termo e será liberado.
Agora os fatos: o Superior Tribunal de Justiça já decidiu mais de uma vez que o Google não é responsável pelo conteúdo que seus usuários publicam.

A pergunta: quem então é o responsável ???

Você, eu, cada usuário, que publicou e criou o conteúdo.
Mas o juiz Flávio Saad Perón, da 35ª Zona Eleitoral de Campo Grande, decidiu decretar ordem de prisão ao executivo do Google que nada tem a ver com esse vídeo ou outro similar...
E mais ainda: foram feitas exigências absurdas, pelo juiz, que exigiu que o YouTube saia do ar na cidade, e se for possível no estado, por 24 horas. 
Os vídeos em questão dizem que o político Alcides Bernal (PP) incentiva o aborto e se envolveu em crimes de enriquecimento ilícito, lesão corporal contra menor e preconceito contra pobres. Os vídeos tinham pouquíssimas visualizações: mesmo publicado no The Verge, um deles chegou a apenas 13.000 antes de ser deletado (pelo próprio usuário). O caso repercutiu em grandes veículos da imprensa mundial, como New York Times e The Guardian.
O Google se defendeu alegando que não se trata de propaganda eleitoral negativa. A empresa agora recorre da decisão, dizendo que não é responsável pelo conteúdo postado no YouTube.
No Brasil, não é a primeira vez
Um caso semelhante aconteceu ainda este mês: um juiz eleitoral na Paraíba ordenou a prisão do diretor financeiro do Google Brasil, porque a empresa não acatou a decisão judicial de remover um vídeo do YouTube. Novamente, o motivo é difamação: o vídeo faz piada do candidato à prefeitura de Campina Grande (PB), Romero Rodrigues (PSDB).
O "polêmico"  vídeo mostra o candidato trocando palavras (“desenvolvimento” por “desempenho”), e depois aparece o Chaves dizendo “Que burro, dá zero para ele” uma montagem, é claro.

O Google já conseguiu habeas corpus que livra o executivo da prisão, depois que outro juiz disse as seguintes palavras sensatas: “o Google não é o autor intelectual do vídeo, de forma que não pode responder penalmente por sua veiculação”.
O Brasil é campeão mundial em pedidos para remoção de conteúdo no Google: em 2011, o país exigiu que 1246 itens fossem removidos do Google – metade era relacionada a difamação. Nesse período, a empresa recebeu ordem da Justiça eleitoral para apagar quatro perfis do Orkut relacionados a campanhas políticas.
Já já vai sobrar para o Facebook

Fábio - F ³
Polícia Federal prende diretor do Google Brasil Polícia Federal prende diretor do Google Brasil Reviewed by F3 on 18:24 Rating: 5