Banner Topo


O inferno que viveu Jake Loyd, o Anakin Skywalquer

Jake Lloyd era o ator criança que apareceu no Episódio 1: A Ameaça Fantasma da saga A Guerra das Estrelas - Star Wars. Hoje, ele confessa que a sua vida era um tormento, depois da gravação do filme, ele foi vítima de bullying.



Jake Lloyd interpretou Anakin Skywalker no Episódio 1: A Ameaça Fantasma (1999), realizado por George Lucas, que colocou o mundo aos seus pés, mas tornou-se parte de uma das franquias de cinema mais populares de todos os tempos, mas em vez de sentir-se orgulhoso, o seu mundo foi destruído.

De acordo com as suas revelações ao jornal Daily Mail, Jake, atualmente com com 23 anos de idade, viveu um pesadelo depois de aparecer no grande écrã até levá-lo ao ponto de prometer a si próprio nunca mais fazer filmes na sua vida, apesar de ainda o ter feito em Tape Madison (2001),e Die with Me (2001), retirando-se, depois disso, completamente do mundo do cinema.

O que foi que lhe aconteceu? "As crianças eram más para mim", disse agora o ex-ator, ao site yahoo.com. Sim, Jake Lloyd foi vítima de bullying o que lhe deixou um gosto muito amargo, ao ponto de abandonar a sua carreira diante das câmaras.

"Toda a vez que eu passava na rua e na escola, faziam-me o som do sabre de luz para me irritar", confessou quem na saga se tornaria "Darth Vader", mas que na vida real não podia suportar a pressão de ser alguém famoso.



E o menino de Star Wars também confessou que sofria muita pressão no trabalho que teve de fazer após as filmagens, ou seja, a promoção: "Eu tive que dar 60 entrevistas todos os dias", disse.

"A minha vida na escola tornou-se um inferno", assegurou Lloyd, que destruiu, depois, todas as recordações que guardou do filme.

Ao Daily Mail, o ator disse que ele não gostava mais de assistir ao filme e culpou George Lucas por esse motivo, porque o realizador sabia que havia muitas expectativas em redor do filme por parte dos fanáticos que seguiam a saga desde os anos 70, e não as cumpriu. "Para mim, voltar atrás e ver o que foi feito, seria assustador."

No entanto, e como o filme foi lançado agora novamente nos écrãs em formato 3D, Jake diz que "o trabalho que eles fizeram com o 3D é absolutamente fenomenal. Tem uma qualidade incrível e as pessoas vão ficar satisfeitas. Definitivamente era bom vê-lo novamente", disse ele à rollingstone.com.

Assim, parece que o seu "ódio" está lentamente a desaparecer, e Jake estuda agora numa escola de cinema e já fez vários trabalhos, mas não diante das câmaras, mas por detrás como realizador e produtor.

Ele está atualmente a trabalhar num documentário sobre refugiados do Tibete e também num videoclipe musical de Mallory Low "Eu aprendi a odiar quando as câmaras estão apontadas na minha direção", disse
ele.



Então, finalmente, Jake Lloyd, o eterno Anakin Skywalker de Star Wars, conseguiu ter uma vida tranquila.

Fonte
O inferno que viveu Jake Loyd, o Anakin Skywalquer O inferno que viveu Jake Loyd, o Anakin Skywalquer Reviewed by F3 on 22:14 Rating: 5