Banner Topo


Informática: "iPad brasileiro” deve custar menos de R$ 1.000


O iPad “nacional”, com início de produção previsto pelo governo brasileiro para até novembro, deve custar menos de 1 mil reais, de acordo com a Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica). Segundo a associação, o preço do tablet deve cair cerca de 30%, se confirmada a produção local e sua mudança de classificação para computador, requisitos para os incentivos fiscais da Lei de Informática do governo federal.


Atualmente, o iPad, cujo modelo mais básico custa 1.400 reais no País (500 dólares nos EUA), não possui classificação formal junto à Receita Federal – assim como os outros tablets vendidos por aqui. Fazendo uma conta rápida, um corte de 30% deixaria o modelo de entrada do gadget da Apple custando 980 reais.
O analista da consultoria IT Data, Ivair Rodrigues, reforça o cálculo. “Se ele (iPad) for realmente enquadrado como computador, deve cair cerca de 30% logo de cara. Deve custar menos de mil reais com a fabricação local.”
Impostos
De acordo com a Abinee, como é importado, o aparelho da Apple paga todos os impostos atualmente: IPI (15%), Imposto de Importação (12%), ICMS (12%) e PIS/COFINS (9,25%). Se mudar sua classificação para computador e for realmente produzido no Brasil, o tablet terá o já citado desconto de cerca de 30%, com o PIS/Cofins sendo isento, o Imposto de Importação caindo para 10%, o IPI sendo alterado para 3% (redução de cerca de 80%), enquanto o ICMS deve ser mantido em 12%.
A Associação e empresas do setor esperam que em até dois meses seja publicada uma definição sobre a classificação e tributação dos tablets no País. Esse resultado também é esperado pela Motorola, que produz o tablet Xoom no País, equipamento que começa a ser vendido até o final deste mês por 1.900 reais (modelo apenas com Wi-Fi).
Segundo reportagem publicada pela Folha.com esta semana, diante de uma suposta dificuldade de enquadrar os tablets como computadores (em razão da falta de teclado físico), integrantes do governo defendem uma classificação própria para esses produtos, o que ocasionaria uma diminuição menor dos impostos.
“Está todo mundo  esperando para ver se os tablets terão mesmo esse apelo tão grande. Será natural a entrada de outras empresas nesse mercado. Mas não influenciadas diretamente pela possível produção local do iPad, até porque muitas delas já estudavam essa possibilidade de produzir no Brasil”, diz Rodrigues.
Preços em queda
Rodrigues, da IT Data, acredita que, além da queda inicial de 30%, é possível que o iPad fique ainda mais barato em um futuro próximo. “Esse produto ainda possui um espaço grande para mais quedas de preço. Desde o ano passado já caiu cerca de 10%." Estudo publicado pela Gartner no início deste mês aponta que o valor dos tablets no exterior deve cair pela metade até 2015 - passando de 543 dólares para 263 dólares.
Fonte: MacWorld
Informática: "iPad brasileiro” deve custar menos de R$ 1.000 Informática: "iPad brasileiro” deve custar menos de R$ 1.000 Reviewed by F3 on 16:58 Rating: 5