About Me

Post Especial: Revista MAD com Raphael Fernandes !

Cara... não tem como não gostar de uma revista como essa.

Ela zoa tudo e todos, zoa o que você vê na TV, cinema, esporte, música... tudo que existe existe, esta sendo zoado na capa e no conteúdo da MAD. Ela a cada mês além de zoar tudo que mencionei acima, ainda se auto-humilha mensalmente !!!


( imagem "meramente" ilustrativa )


Vamos por partes.

Mad é uma revista de humor norte-americana fundada pelo empresário William Gaines e pelo editor Harvey Kurtzman em 1952. Trazendo sátiras de todos os aspectos da cultura popular americana (de tudo e de todos no mundo), a publicação mensal é o último título sobrevivente da aclamada linha de revistas da EC Comics.

Desde o início, Mad era como nenhuma outra revista. Trazia um humor tosco, irreverente, agressivo (classificado pelos próprios editores como "humor via [veia] jugular"); mas quase sempre inteligente, carregado de sátira e crítica social, e impecavelmente bem desenhado. A arte sempre foi uma preocupação maior na revista. Espaços em branco não eram bem-vindos; entupia-se os fundos de piadas visuais, gags, e referências ocultas. Kurtzman teve papel central nessa primeira etapa. Além de escrever grande parte do material, criou o logo da revista, deu vida a Alfred E. Neuman e desenhou capas.


(Alfred E. Neuman - o homem a lenda o mito)

A revista Mad chegou a ser proibida pelo governo dos EUA e investigada pelo FBI, mais de uma vez, por incitar a delinqüência juvenil. Professores recolhiam cópias vistas com alunos.
Ao menos na premissa do humor, Mad foi uma espécie de pré-Hustler: nela, nada era sagrado ou tabu. O motto de Gaines era “Não leve nada a sério demais”. Apolítico e ateísta, fazia questão de bater forte em política e religião. (Um exemplo: na paródia de Ghostbusters II, um padre se aproxima de Bill Murray e diz: “No clero, somos contra as pessoas acreditarem em nonsense fantástico ou superstições sobrenaturais”, ao que Murray replica: “Claro. Vocês querem que as pessoas acreditem em coisas quotidianas como a Arca de Noé e serpentes falantes com maçãs!”)

Mad no Brasil

( primeira MAD lançada no Brasil )


No Brasil, começou a ser publicada oficialmente no início dos anos 70, pela editora Vecchi. Desde já com Otacílio D’Assunção(1974-Outubro de 2008), o Ota, no editorial, a Mad atingiu seu apogeu no final daquela década, quando começou a produzir material nacional e mesclá-lo às traduções e adaptações.
Nos anos 80, na seqüência da falência da Vecchi, a revista deixou de ser publicada por vários meses até ser assumida pela Record em meados de 1984, também sob o comando do Ota. E durante toda a década de 90, a MAD continuou sendo publicada pela Editora Record, que assumiu o comando até ao ano 2000. Então sucedeu-se a mesma coisa que há anos atrás: devido às baixas vendas a revista parou de ser publicada. Mas poucos meses depois a revista foi editada pela Mythos. A editora publicou a revista durante 6 anos, tendo o último número sido publicado no final de 2006. Actualmente, e após um período de mais de um ano, - maior período de tempo que a revista deixou de ser publicada no Brasil - a MAD voltou pelas mãos da editora Panini, editada em seus primeiros números pelo Ota e por Raphael Fernandes e, posteriormente, apenas por Raphael (Novembro de 2008-presente).

Grandes nomes da MAD  :

Sergio Aragonés
Raphael Fernandes
Terry Gilliam
Taiguara Torro
Nani (anos 90)
Al Jaffee
Pupuca
Amorim
Ed
John Caldwell
Xalberto
Don Martin
Dave Berg
Flávio
Marcatti
Elias Silveira
Otacílio D’Assunção / OTA
Raphael Salimena
Nizo Neto
Matheus Batima 


( olha o Fenômeno aí ! )

A Mad teve três nomes no Brasil:
  • MAD em Português quando era publicado pela Editora Vecchi
  • MAD in Brazil quando era publicado pela Editora Record
  • Novo MAD quando era publicado pela Editora Mythos


( eu ri quando vi essa capa, e não foi a primeira vez ...)

Site oficial da revista Mad (Estados Unidos)
Site oficial da revista Mad (Brasil)  



( edição de Dezembro de 2010)

Desde os tempos da escola, lá pelos idos anos 90, coleciono a MAD, não tenho todas infelizmente, mas nos sebos do Méier, consegui edições antigas como uma de 1977 e outras, zoando a copa de 1982 na Espanha ! O humor não perde a magia, parece que as charges e piadas foram feitas ontem, na copa de 2010. Incrível.

Pra fechar com chave de ouro, essa pequena homenagem a MAD, consegui, após fazer contato com o Editor da revista MAD no Brasil, Raphael Fernandes uma mini-entrevista, com 5 perguntinhas, para termos idéia do que passa pela cabeça do cara !



Raphael Fernandes - Editor da MAD no Brasil e cara muito maneiro !

Super atencioso, pelo Twitter ( @raphafernandes ), fiz um contato e prontamente ele me respondeu as perguntinhas solicitadas que enviei por e-mail:

1 - Como você entrou no cast mais louco do mundo: o da revista MAD ?

Comecei como editor assistente da Marvel e da DC, mas eu era bom demais pro serviço. Não sabendo o que fazer com tamanha qualidade, eles decidiram me realocar para uma revista que exigiria muita da minha capacidade intelectual. Mesmo assim, não me adaptei ao gibi do Teletubbies e acabei sendo realocado pra onde ninguém queria ir... a redação da MAD. Felizmente, ela ocupa metade do banheiro e posso cobrar uma espécie de pedágio dos outros editores. Se não fosse por essa renda, eu passaria fome com o salário de editor da MAD. Tem também o dinheiro que recebo pra cuidar dos netos do vizinho, mas essa é outra história e eles vivem bem com apenas um rim desde então.

2 - Como é trabalhar na MAD ?

Trabalhar na MAD é como ser barman de puteiro, você sente o cheiro, pode olhar e até mesmo recebe algumas das cantadas, mas a diversão fica toda para os clientes mesmo. Imagine o que é passar o dia inteiro pensando nas babaquices que ainda serão engraçadas no próximo mês. Agora, imagina o que acontece com toda essa idiotice quando a revista atrasa. Pelo menos o salário compensa, pude até comprar um Pentium 100 pra trabalhar em casa!

3 - Quais são seus quadrinhos favoritos ?

Pergunta complexa... gosto de Sandman, Robert Crumb, Gefangene, Peanuts, Preacher, Laerte, Conan, Batman - De Volta a Sanidade, O Reino do Amanhã, Beleléu, Milo Manara, Invisíveis, Novos Titãs do George Pérez, Marcatti, X-Men do Claremont (com páginas cortadas do formatinho), Almanaque Gótico, Incal, Calafrio, Akira, Mai - A Garota Sensitiva, Walking Dead, Lobo Solitário, Will Eisner, New X-Men (Grant Morrison), Macanudo, Richard Corben, Groo, Superman All-Star, Flávio Colin, Shimamoto Moebius, Marvel com Stan Lee, Mortadelo e Salaminho, Homem-Animal, O Cavaleiro das Trevas, Tales from the Crypt, Kripta, Hellboy, Dylan Dog, Watchmen, V de Vingança... me amarro em 98% do que o Alan Moore escreveu! Acho que leio todos os gêneros de HQs, sejam nacionais ou gringas, desde que respeitem a minha inteligência.

4 - Quais são seus filmes favoritos ?

Caraca, vocês gostam mesmo de listas. Vou fazer uma bem eclética, mas que tá sempre na minha cabeça: Um Estranho no Ninho, Trilogia Evil Dead, Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças, Laranja Mecânica, Frankenstein (do Boris Karloff), A Noite dos Mortos-Vivos, A Meia Noite Levarei a sua Alma, A Beira da Loucura, O Abominável Dr. Phibes, Janela Indiscreta, O Gabinete do Dr. Caligari, Planeta Terror, Pulp Fiction, Kill Bill 1, O Vingador Tóxico, Basket Case... são muitos!

5 - Qual seu herói preferido de todos os tempos ?

Se eu pudesse escolher qualquer personagem, eu diria que o Monstro do Pântano é de longe o meu favorito. Porém, como devo escolher um herói fico com aquele que povoou minha infância: Homem-Aranha. Deixo o Batman com menção honrosa, pois ele também tem histórias incríveis. Se bem que com o tempo aprendi a gostar do Superman também. O que me lembra que sempre adorei o Noturno, antes daquela fase padre. Mas teve uma época que eu era doente pelo Lobo, mas ele é herói? Sei não, acho que me amarro no Madman... ou seria o Deadman? Acho que troco todos pelos Constantine, mas não sei se gosto mais dele do que do Arqueiro Verde ou do Ajax. Sei não. 
PS.: A Mosca da Cabeça Branca é foda demais!

------- // -------

Muito obrigado mesmo Raphael, e com certeza, a você e a MAD desejo vida longa e próspera. Vocês merecem !!!

F3 - LRN
Post Especial: Revista MAD com Raphael Fernandes ! Post Especial: Revista MAD com Raphael Fernandes ! Reviewed by Tio Vader on 00:04 Rating: 5